terça-feira, 11 de outubro de 2011

O Sr. Francisco de Telhe fez 100 anos

No passado Domingo (9 de outubro de 2011), o senhor Francisco de Telhe, da freguesia de Janarde, celebrou 100 anos de vida. Apesar do seu bilhete de identidade indicar a data de 10 de outubro como data de nascimento, sabe-se que em tempos idos o registo dos nascimentos era efetuado dias ou semanas posteriores ao dia verdadeiro.

Logo pela manhã de domingo, às 8.30h, a Comunidade da paróquia e freguesia de Janarde reuniu-se na Igreja Paroquial para a Eucaristia de Ação de Graças pelo centésimo aniversário do seu conterrâneo e amigo, o “Ti Chico”, como lhe costumam chamar os amigos e vizinhos. De registar, o facto do senhor Francisco ter sido o primeiro a chegar à Igreja. No decorrer da celebração, os presentes ofereceram a Bíblia ao senhor Francisco, tendo sido referido que Aquele Livro é a Palavra de Deus que ele conhece no íntimo do coração e ensina de cor, e as crianças da terra ofereceram-lhe flores, tendo sido mencionado que aquele gesto era a passagem de testemunho do mais velho aos mais infantes.

À tarde, a partir das 15h, reuniu-se no lugar de Telhe, onde reside o senhor Francisco, uma multidão de pessoas da família, vizinhos, conterrâneos, amigos, autoridades do concelho, nomeadamente o senhor presidente da Câmara, e outros, que continuaram a festa de aniversário. Este agradável convívio da tarde foi proporcionado pela Junta de Freguesia de Janarde, que ofereceu o lanche e um grupo de concertina e guitarras para animar a festa. No final, todos cantaram os parabéns ao senhor Francisco.

Esta festa de aniversário é o sinal vivo de que a vida do senhor Francisco, longa e bela, é para ser bem celebrada e apreciada por todos!


(Palavras do pároco, padre Paulo, na Eucaristia de Ação de Graças)

Obrigado, amigo Francisco,
pela sua Vida,
pelas deliciosas histórias
que sempre nos conta,
pela alegria que imprime
aos pormenores dessas histórias,
pela verdade das suas palavras,
pelo rosto sempre bem-disposto
e disposto a abrir-se
sempre que nos encontramos.
Por tudo, obrigado!
Obrigado a Deus,
aos seus pais, à sua família,
à terra da Maia, que o viu nascer,
e a esta terra de Janarde
que o viu crescer e tornar-se homem,
a todos…
Obrigado!

Sem comentários: