sábado, 27 de junho de 2009

sexta-feira, 26 de junho de 2009

A fé...


A fé não é a crença num Jesus mágico e milagreiro, num «Deus ao serviço dos nossos interesses». A fé supõe entregar-se sem limites Àquele que conhece cada um, mesmo no meio de uma multidão anónima. A fé supõe a coragem de ultrapassar hábitos, preconceitos e costumes que à nossa volta sempre se criam a dizer-nos «já não vale a pena... porque importunas o Mestre... porque hás-de acreditar em Jesus Cristo, para quê a tua fé».

Acreditar em Jesus Cristo supõe essencialmente descobri-lo como Senhor da Vida, esperar contra toda a esperança, confiar n'Ele mesmo quando muitos desertam e desistem. Mas para resistir à desistência, para não embarcar na maioria da multidão, há que viver um «diálogo íntimo e pessoal» com Cristo, no qual a nossa Vida encontre um sentido novo, uma força nova, uma nova vida.

Sem este encontro pessoal, na palavra escutada e nos gestos sentidos, continuará a haver muita religião... gente à espera de uma cura e crente num poder. Mas sem este encontro pessoal haverá pouca fé, fraca adesão e nenhuma entrega que dê à vida uma outra Vida.

Avisos de Domingo (28 Junho 2009)

AVISO COMUM A TODAS AS PARÓQUIAS

A Câmara Municipal de Arouca pede para avisar: “Informam-se todos os Pais e/ou Encarregados de Educação dos alunos que irão frequentar o lº Ano de Escolaridade e Jardim-de-Infância pela primeira vez, que se encontram abertas, de 22 de Junho a 3 de Julho de 2009, as candidaturas aos apoios económicos para as refeições escolares para o ano lectivo 2009/2010. Os interessados deverão deslocar-se ao Gabinete de Educação da Câmara Municipal de Arouca, sito no edifício anexo à Escola Primária de Arouca.”
(consultar informação em http://paroquiasarouca.blogspot.com)

MOLDES

Eucaristia: (Não há missa em Bustelo); Igreja Paroquial – Sexta-feira, 18h.

Amanhã, dia 29 de Junho, os jovens do 10º ano de catequese, juntamente com jovens de outras paróquias, com o Pe. João Pedro, o Pe. Paulo e os respectivos catequistas, celebram a festa do Envio numa caminhada pela serra. A saída é às 9h.

No próximo Sábado, 4 de Julho, os catequistas vão encontrar-se na Capela de Ponte de Telhe, às 20h, para um pequeno convívio de encerramento do ano catequético.

No próximo Domingo, dia 5 de Julho, no final da missa das 10h, os catequistas estarão disponíveis para receberem as matrículas para o 1º ano de catequese.

No Domingo, 12 de Julho, celebramos a festa a Nossa Senhora da Guia na Capela de Bustelo: missa às 9.30h, terço às 16.30h e procissão às 17h. Nesse fim-de-semana, não haverá missa na Ponte de Telhe e na Igreja Paroquial.

CANELAS

Na próxima Quarta-feira, não haverá a habitual missa da semana. No próximo Domingo, dia 5 de Julho, a missa será às 13h.

ESPIUNCA

Eucaristia: Sábado, às 18h.

No dia 8 de Julho (da próxima Quarta-feira a uma semana), o pároco visitará os doentes e idosos. Começará às 9h em Vila Viçosa e terminará em Ponta do Rêgo.

O encontro da Catequese de Adultos será no dia 9 de Julho, às 21h.

As confissões para a festa da Fé serão no dia 11 de Julho, Sábado, às 10h.

No dia 12 de Julho, celebramos a festa a São Pelágio na Capela de Vila Viçosa: procissão às 10h, missa às 11.15h e procissão às 19h.

No dia 17 de Julho, a partir das 20h, os catequistas vão encontrar-se num convívio de encerramento de final do ano catequético.

No dia 19 de Julho celebramos a festa do Senhor: missa às 11.15h, vésperas às 17.30h e procissão às 18h. Nesse dia, celebram a festa da Fé as crianças do 6º ano.

Os elementos da Comissão Fabriqueira realizarão o peditório para a festa do Senhor durante a manhã do dia 5 de Julho, Domingo.

JANARDE

Na próxima Quarta-feira, não haverá a habitual missa na Capela de Silveiras.

No próximo Domingo, dia 5 de Julho, celebramos a festa a Nossa Senhora de Fátima, S. Lourenço e S. António: missa às 11.15h e procissão a seguir.

No dia 10 de Julho, uma Sexta-feira, o pároco visitará os doentes e idosos da comunidade. A visita começará às 9h em Telhe.

Por iniciativa do Papa Bento XVI iniciou-se a 19 de Junho, dia do Sagrado Coração de Jesus, um ano sacerdotal, ano dedicado aos padres. Pretende-se que este ano seja um tempo de consideração pelos sacerdotes, o seu trabalho e o seu testemunho, sem esquecer as fragilidades da sua condição. Espera-se que seja também um tempo de aprofundamento da sua identidade, de exame das condições concretas em que vivem, um tempo de oração com eles e por eles. Às comunidades cristãs pede-se sensibilidade e imaginação, a fim de encontrarem as melhores formas de viver este momento de compromisso. É que, sem este empenhamento e acompanhamento, será difícil ter padres felizes, santos e alegres no seu trabalho quotidiano.

CABREIROS

* Esta semana, não haverá a habitual missa de Quinta-feira na Capela de Tebilhão.
* No próximo Domingo, 5 de Julho, no final da missa das 14.30h, o pároco vai reunir-se com os membros da Comissão Fabriqueira.

ALBERGARIA DA SERRA

catequese no próximo Sábado, dia 4 de Julho, às 10h.

Apoios económicos para as refeições escolares

Divisão de Educação e Acção Social - Educação - Câmara Municipal de Arouca

Informam-se todos os Pais e/ou Encarregados de Educação dos alunos que irão frequentar o lº Ano de Escolaridade e Jardim-de-Infância pela primeira vez, que se encontram abertas, de 22 de Junho a 3 de Julho de 2009, as candidaturas aos apoios económicos para as refeições escolares para o ano lectivo 2009/2010.

Os Pais e/ou Encarregados de Educação interessados em candidatar-se deverão deslocar-se ao Gabinete de Educação da Câmara Municipal de Arouca, sito no edifício anexo à Escola Primária de Arouca, para preenchimento do Boletim de Candidatura e deverão trazer consigo obrigatoriamente fotocópia dos seguintes documentos:

· Fotocópia simples da declaração de IRS e respectivos anexos, referentes ao ano anterior, ou certidão comprovativa emitida pelo Ministério das Finanças, em caso de inexistência de declaração de IRS;
· Fotocópia dos documentos comprovativos de pensões auferidas (invalidez, sobrevivência, alimentos, rendimento social de inserção, ou outras);
· Fotocópia simples do recibo de vencimento de cada elemento do agregado familiar, do mês imediatamente anterior ao da candidatura;
· Em caso de desemprego, este deverá ser confirmado com Declaração passada pelo Centro de Emprego e Centro Distrital de Solidariedade Social da área de residência, da qual conste o montante do subsídio auferido, com a indicação do início e do termo e, na falta deste, a indicação sobre a não atribuição desse subsídio;
· Fotocópia do recibo da renda do mês (e respectivo contrato), imediatamente anterior ao da candidatura, ou declaração da entidade financiadora do empréstimo para aquisição de habitação própria, comprovativa dos encargos com a habitação;
· Fotocópia de despesas de Saúde ou Declaração Médica comprovativa de doença crónica ou de deficiência;
· Fotocópia dos Bilhetes de Identidade/Cartões de Cidadão/Cédula Pessoal de todos os membros do Agregado Familiar;
· Todos os rendimentos, ou a inexistência deles, devem ser devidamente comprovados.

quinta-feira, 25 de junho de 2009

Festa de S.João das Costeiras

Festa de S.João das Costeiras
Festa popular em tempo de crise


Não havia mordomos para fazerem a festa este ano, na capela de S.João das Costeiras, ali mesmo ao lado do antigo campo de futebol. E o facto foi comunicado ao pároco, Pe. João Pedro Bizarro que, de imediato, sugeriu que se arranjassem umas sardinhas que a festa havia de se fazer. E fez-se!
Fez-se sem foguetes perigosos, nem conjunto musicais dispendiosos.
Fez-se sem cartazes afixados nas paredes, nem peditórios, de porta em porta. Fez-se sem leilões para arranjar dinheiro, nem bandas musicais para cantar a Missa.
A festa fez-se e o convívio entre os paroquianos que apareceram, ao fim da tarde, aconteceu espontaneamente.
Com a capela completamente cheia, o pároco celebrou a Missa, um grupo de pessoas animou-a musicalmente e o S.João teve a sua festa, simples, mas digna de quem foi o precursor de Cristo, há mais de dois mil anos.
Depois da Missa e no amplo recinto da capela, completamente limpo pela Junta de Freguesia de Arouca, fez-se o convívio com fêveras grelhadas, sardinhas assadas, boroa caseira, caldo verde e o indispensável tinto da região.
Depois de sossegada a fome, a música enlatada animou o bailarico, que a noite estava agradável e o espaço convidava a um pé de dança, a que nem os mais idosos conseguiram resistir.
Enquanto o convívio decorria, no adro, em cima de uma mesa, frente ao palco, uma caixinha convidava os presentes a um segundo “Ofertório” de modo a que, quem o desejasse, pudesse também sentir-se, desse modo, participante e contribuinte nesta singela e popular festa a S.João. Sem grandes orçamentos, nem dispendiosos programas festivos, mas com alguma imaginação e muita vontade de uns tantos devotos do Santo, assim se fez a festa ao S.João das Costeiras, num ano dito de crise.
Mas enquanto não houver crise de ideias, nem de vontades, nenhuma crise vencerá.
Que o exemplo seja seguido. Que a lição seja aprendida!

José Cerca

sábado, 20 de junho de 2009

Ano sacerdotal...

Ano Sacerdotal


Por iniciativa do Papa Bento XVI iniciou-se na passada Sexta-feira, 19 de Junho, dia do Sagrado Coração de Jesus, um ano sacerdotal, ano dedicado aos padres.

Pretende-se que este ano seja um tempo de consideração pelos sacerdotes, o seu trabalho e o seu testemunho, sem esquecer as fragilidades da sua condição.

Espera-se que seja também um tempo de aprofundamento da sua identidade, de exame das condições concretas em que vivem, um tempo de oração com eles e por eles.

Às comunidades cristãs pede-se sensibilidade e imaginação, a fim de encontrarem as melhores formas de viver este momento de alegre compromisso.

É que, sem este empenhamento e acompanhamento, será difícil ter padres felizes, santos e alegres no seu trabalho quotidiano.

(fonte: RR)

Acção de Graças...


A FÉ DO MARINHEIRO

Aparelhei o barco da ilusão
E reforcei a fé do marinheiro.
Era longe o meu sonho, e traiçoeiro o mar...
(Só nos é concedida esta vida que temos;
E é nela que é preciso procurar
o velho paraíso que perdemos).
Prestes, larguei a vela
E disse adeus ao cais, à paz tolhida.
Desmedida, a revolta imensidão
transforma dia a dia a embarcação
numa errante e alada sepultura...
Mas corto as ondas sem desanimar.
em qualquer aventura,
O que importa é partir, não é chegar!

(Miguel Torga, Antologia Poética, 5ª edição, Lisboa, Dom Quixote, 1999)

Avisos de Domingo (21 de Junho de 2009)


AVISO COMUM A TODAS AS PARÓQUIAS

Por iniciativa do Papa Bento XVI iniciou-se na passada Sexta-feira, 19 de Junho, dia do Sagrado Coração de Jesus, um ano sacerdotal, ano dedicado aos padres. Pretende-se que este ano seja um tempo de consideração pelos sacerdotes, o seu trabalho e o seu testemunho, sem esquecer as fragilidades da sua condição. Espera-se que seja também um tempo de aprofundamento da sua identidade, de exame das condições concretas em que vivem, um tempo de oração com eles e por eles. Às comunidades cristãs pede-se sensibilidade e imaginação, a fim de encontrarem as melhores formas de viver este momento de alegre compromisso. É que, sem este empenhamento e acompanhamento, será difícil ter padres felizes, santos e alegres no seu trabalho quotidiano. (fonte: RR)


MOLDES

Eucaristia: Capela Fuste – Quinta-feira, 18h; Igreja Paroquial – Sexta-feira, 18h.

Encontros da Catequese de Adultos: grupo da Igreja Paroquial – Quinta-feira, às 21h; grupo da Ponte de Telhe – Sexta-feira, às 21h. Encontro das senhoras Zeladoras da Igreja Paroquial – Quarta-feira, às 21h, na sacristia da Igreja Paroquial.

Na próxima Quinta-feira, dia 25 de Junho, a partir das 9h, o pároco visitará os doentes e idosos dos lugares de Ponte de Telhe, Celadinha e Cela.

No próximo Sábado, na Eucaristia da Ponte de Telhe às 20h, celebram a festa da Vida os adolescentes do 8º ano de catequese deste centro de culto.

No dia 29 de Junho, Segunda-feira, os jovens do 10º ano de catequese, juntamente com jovens de outras paróquias, com o Pe. João Pedro, o Pe. Paulo e os respectivos catequistas, celebram a festa do Envio numa caminhada pela serra.

No seguimento da obra de restauro da residência paroquial, a Comissão Fabriqueira decidiu aplicar paralelos numa área de 175 metros quadrados. Com esta obra, os paroquianos podem agora circular à vontade na passagem para a casa. A paróquia tinha em sua posse as ofertas de duas famílias e do grupo dos reis, que totalizavam 1.822,73€. A Junta de Freguesia de Moldes quis associar-se a esta obra, oferecendo os paralelos, a quem, reconhecidos, agradecemos a generosidade do gesto. Tivemos ainda outras ofertas: o Sr. Carlos Alberto dos Santos ofereceu a areia, o transporte das pedras e o corte das mesmas para as guias, o Sr. Rocha da Prechã ofereceu esteios de ramada para fazer as guias, o Sr. António Ramadas ofereceu pedras de onde fizemos as restantes guias; a todos, o nosso muito obrigado! A compra dos outros materiais e a mão-de-obra totalizaram 1.108,00€. Remanesceu um total de 714,73€, que aplicaremos mal seja possível. Deus abençoe a todos os que vão tornando possível a realização dos nossos pequenos projectos!

No próximo Domingo, dia 28 de Junho, a missa será às 15h para podermos celebrar em comunidade, com todos os doentes e idosos, o Dia do Doente, dia em que serão ungidos com a Santa Unção. Pedimos às famílias que se preocupem em convidá-los a estar presentes e a tratarem do seu transporte. Pedimos que informem os MEC da sua presença. No final, realiza-se um pequeno convívio, para o qual estão todos convidados. Nesse dia, encerramos as actividades da catequese deste ano pastoral.

Logo, pelas 17.30h, rezaremos a oração de vésperas e logo a seguir sairemos com a procissão desta festa do Senhor. Parabéns a todos os que a promoveram! Aos Mordomos e a todos os paroquianos! Parabéns aos meninos da festa da Fé, aos pais e catequistas!

CANELAS

Eucaristia: Quarta-feira, às 18h; Sábado, às 18h (dominical); no Domingo a seguir, dia 5 de Julho, será novamente às 13h.

ESPIUNCA

Eucaristia: Domingo, às 11.15h. Nesse dia, celebraremos as festas do Pai-Nosso e da Palavra das crianças do 2º e 4º anos de catequese.

Na próxima Sexta-feira, dia 26 de Junho, celebramos a memória litúrgica de São Pelágio, padroeiro da Capela de Vila Viçosa: procissão às 10h e missa às 11h. Dado que temos a missa na Sexta-feira em Vila Viçosa e as festas da catequese no Domingo na Igreja Paroquial, já não haverá missa no Sábado, dia 27 de Junho, na capela de Vila Viçosa.

CABREIROS

Eucaristia: Capela de Rio de Frades – Quinta-feira, 17h.

O próximo encontro comunitário é no Domingo, às 10.15h, com a celebração da Palavra, presidida pelos Animadores das ADEP.

ALBERGARIA DA SERRA

O próximo encontro comunitário é no Domingo, às 9h, com a celebração da Palavra, presidida pelos Animadores das ADEP.

quinta-feira, 11 de junho de 2009

O Domingo, dia de DESCANSO!...


Domingo é também dia do descanso! E o convite do Evangelho do 11º Domingo Comum vai precisamente no sentido de dormir e descansar.

“É bonito que hoje, em muitas culturas, o domingo seja um dia livre ou, juntamente com o sábado, constitua o denominado «fim-de-semana» livre. Mas este tempo livre permanece vazio se nele não está Deus. É exactamente a Eucaristia que dá sentido ao tempo livre” (Bento XVI. Homilia na JMJ Colónia 2006).

Sem ela, falta-nos a força de crescer como homens, de superar os nossos vícios e de amadurecer humanamente.

Avisos 93 (14 Junho 2009)


AVISO COMUM A TODAS AS PARÓQUIAS

No âmbito da Cadeia de Oração pelas Vocações Sacerdotais, ROGAI, na qual somos convidados a pedir a Deus que não faltem vocações sacerdotais, a nossa paróquia de:
· Moldes deve rezar na Quinta-feira, 18 de Junho, das 9h às 10h.
· Canelas deve rezar na Quarta-feira, dia 17, das 12h às 13h.
· Espiunca deve rezar na Quarta-feira, dia 17, das 18h às 19h.
· Janarde deve rezar na Quarta-feira, dia 17, das 20h às 21h.
· Cabreiros deve rezar na Quarta-feira, dia 17, das 11h às 12h.
· Albergaria da Serra deve rezar na Quarta-feira, dia 17, das 8h às 9h.
Cada pessoa, no local onde se encontrar, em absoluta consciência e na intimidade do seu coração, unir-se-á espiritualmente ao Sacrário da nossa Igreja Paroquial e fará a sua adoração ao Santíssimo.

MOLDES

Eucaristia: Capela Bustelo – Quinta-feira, 18h; Igreja Paroquial – Sexta-feira, 18h.

Encontros: Apostolado Oração – Quarta, 21h; Com. Permanente CPP – Quinta, 21h.

Os membros do Apostolado da Oração pediram que se avisasse que as quotas anuais do Sagrado Coração de Jesus, da parte baixa da freguesia, são recolhidas pela festa do Senhor, pelo que os associados devem entregá-las à S.ra D. Lídia da Prechã.

Durante esta semana, o pároco visitará alguns dos doentes e idosos da comunidade.
· Friães, Cavadas, Póvoa e Fuste – Quarta-feira, dia 17 de Junho, a partir das 9h;
· Paços e Fundo de Vila – Quarta-feira, dia 17, a partir das 14h;
· Nogueira, Modernas, Bairro e Cruz – Quinta-feira, dia 18, a partir das 9h;
· Portela, Outeiro, Martingo e Bustelo – Quinta-feira, dia 18, a partir das 14h;
· Santo Estêvão – Sexta-feira, dia 19, a partir das 16h.

A festa do Senhor é no próximo Domingo, dia 21 de Junho: procissão da lagarta às 8.30h, missa às 9.30h, vésperas às 17.30h e procissão às 18h. Nesse fim-de-semana, calhava a missa em Ponte de Telhe; porém, impõe-se aqui a regra de que, quando há qualquer festa em qualquer centro de culto da paróquia, não há qualquer outra celebração. Neste dia, celebram a festa da Fé as crianças do 6º ano de catequese.

No Domingo a seguir à festa do Senhor, dia 28 de Junho, a missa será às 15h para podermos celebrar em comunidade, com todos os doentes e idosos, o Dia do Doente.

Logo, pelas 19h, realizamos a procissão da festa a Santo António. Parabéns a todos os que a promoveram! À Comissão de festas e a todos os paroquianos!

CANELAS

Eucaristia: Quarta-feira, às 18h; Domingo, dia 21, às 13h (por causa da realização de festas em outras paróquias).

Logo, pelas 17.30h, rezaremos a oração de vésperas; pelas 18h, sairá a procissão desta festa do Senhor. Parabéns a todos os que a promoveram! Aos Mordomos e a todos os paroquianos! Ao novo baptizado, seus pais e padrinhos! Aos meninos da festa da Fé, aos pais e catequistas!

ESPIUNCA

Dia 14 de Junho, realiza-se o cortejo de oferendas para ajudar à realização da festa a São Pelágio na Capela de Vila Viçosa. Haja generosidade!

Eucaristia: Sábado, às 18h
(horário especial por causa da celebração de festas em outras paróquias).

No dia 26 de Junho, celebramos a memória litúrgica de São Pelágio, padroeiro da Capela de Vila Viçosa: procissão às 10h e missa às 11h.

No dia 28 de Junho, Domingo, celebraremos na Eucaristia das 11.15h, as festas do Pai Nosso e da Palavra das crianças do 2º e 4º anos de catequese.

JANARDE

Na próxima Quarta-feira, há missa na Capela de Silveiras, às 16.30h.

A próxima Eucaristia na Igreja Paroquial será no dia 28 de Junho, às 8.30h. No dia 5 de Julho, na Eucaristia das 11.15h, celebraremos a festa a Nossa Senhora de Fátima, Santo António e São Sebastião; a procissão será a seguir à missa.

CABREIROS

Domingo, dia 14 de Junho, não há a habitual missa das 14.30h.

Eucaristia: Capela de Tebilhão – Quinta-feira, 17h; Domingo, dia 21, 14.30h.

Na próxima Sexta, 19 de Junho, celebramos a festa ao Sagrado Coração de Jesus: missa às 14.30h e procissão a seguir.

ALBERGARIA DA SERRA

catequese no próximo Sábado, dia 20 de Junho, às 11h.

No próximo Domingo, dia 21 de Junho, a missa será às 11.15h.

Parabéns a todos os que promoveram a festa a Santo António e Nossa Senhora da Guia! À Comissão de festas e a todos os paroquianos!

quarta-feira, 10 de junho de 2009

VIAGENS P´LA MINHA TERRA´09

Recebemos da Câmara Municipal de Arouca o seguinte pedido de divulgação:

A Câmara Municipal de Arouca, em parceria com as Juntas de Freguesia, vai promover um passeio por terras de Arouca para arouquenses com mais de 65 anos. As inscrições são na Câmara até ao dia 12 de Junho. Os participantes devem trazer farnel para almoço.

8h00: Saída das freguesias
9h00: Visita de Arte Sacra
10h00: Lanche - parque municipal
10h30: Workshop sobre “Geoparque Arouca”- Auditório Museu Municipal/colaboração AGA
12h00: Almoço (parque merendas Sinja – Rossas)
14h30: Visita ao marco dos 4 concelhos (S. Miguel do Mato)
16h30: Visita e lanche – N.ª Sr.ª Abelheira (Escariz)
17h30: Regresso

JUNHO
16 (3ª feira) - Albergaria e Cabreiros
17 (4ª feira) - Alvarenga
18 (5ª feira) - Canelas
19 (6ª feira) - Chave
23 (3ª feira) - Covelo de Paivó + Janarde
24 (4ª feira) - Arouca
25 (5ª feira) - Burgo
26 (6ª feira) - Santa Eulália
30 (3ª feira) - Rossas

JULHO
1 (4ª feira) - Espiunca
2 (5ª feira) - Mansores
3 (6ª feira) - Moldes
7 (3ª feira) - Tropeço
8 (4ª feira) - Urro
9 (5ª feira) - Várzea
10 (6ª feira) - Fermedo
14 (3ª feira) - S. Miguel Mato
15 (4ª feira) - Escariz

Corpo de Deus - nótulas sobre a história da festa


A solenidade do Corpo e Sangue de Cristo é produto da devoção eucarística medieval do norte europeu. A festa, instituída na Diocese de Liège (Bélgica) em 1246, foi estendida a toda a Igreja em 1264. A procissão data do segundo decénio do séc. XIV. A Portugal depressa chegou e no tempo de D. João I já a festa tinha procissão.

Estas procissões tornaram-se famosas. Nelas se incorporava a representação de toda a sociedade local. No Porto, há memória da Celebração do Corpo de Deus com procissão, desde 1417. Muitas determinações se foram assentando no Livro das Vereações sobre quem estava obrigado a ir na procissão, sobre a ordem das corporações que a integravam e o número de pessoas previstas, as figuras dos santos, as bandeiras, as vestes, as danças e jogos que deveriam executar-se.

A Procissão era dispendiosa para a Cidade que a ordenava com a maior pompa e aparato. O Pálio que abrigava o Sacramento era o da Câmara e não o do Bispo. E era a Câmara quem nomeava os cidadãos para ir às varas do pálio ou transportar os tocheiros. Quem recusava o encargo sem justificação era riscado do livro de cidadãos...

No séc. XVIII começaram a reduzir-se as invenções e danças habituais. As irmandades e confrarias das paróquias da cidade começam a integrar a procissão em vez das corporações profissionais. Estas encarregavam-se da rica e vistosa ornamentação das ruas que lhes eram atribuídas por decreto da Câmara.

Os meninos vestidos de anjos, os quadros alegóricos bíblicos, as pessoas vestidas de profetas e santos, as danças diante da Eucaristia, as representações famosas (sobretudo na Espanha com escritores como Calderón de la Barca); tudo exprimia a alegria pela presença de Jesus Cristo, através do Sacramento eucarístico.

sexta-feira, 5 de junho de 2009

Domingo da Santíssima Trindade


Depois da grande solenidade que foi o tempo pascal, reentramos no tempo da normalidade, do quotidiano. Chamamos-lhe Tempo «comum» porque não tem um motivo «especial» de celebração a dar-lhe uma cor particular. O Domingo, porém, é sempre dia festivo: é a «festa primordial» dos cristãos, Páscoa da Semana. Este domingo é ainda assim ocupado pela solenidade da Santíssima Trindade, uma espécie de recapitulação de todo o tempo pascal. A liturgia é sempre celebração de Deus em louvor, acção de graças, súplica, glorificação, adoração. A Liturgia é a melhor escola em que a piedade do povo cristão pode recuperar o dinamismo trinitário tanto na oração pessoal como na vida em geral. Não é verdade que a celebração Eucarística começa e termina com a invocação da SS. Trindade?



“Confessar a Trindade não quer dizer apenas reconhecê-la como princípio, mas também aceitá-la como modelo último da nossa vida. Quando afirmamos e respeitamos a diversidade e o pluralismo entre os seres humanos, confessamos, na prática, a distinção trinitária das pessoas. Quando eliminamos as distâncias e trabalhamos para realizar a igualdade efectiva entre homem e mulher, entre felizardos e desventurados, entre próximos e afastados, afirmamos na prática a igualdade das pessoas na Trindade. Quando nos esforçamos por ter um só coração e uma só alma e por aprender a pôr tudo em comum, para que ninguém tenha de sofrer a indigência, estamos a confessar o único Deus e aceitamos em nós a sua vida trinitária


(Bispos de Navarra e do País Basco, Crer hoje no Deus de Jesus Cristo, Páscoa de 1986)

Avisos 92 ( 7 Junho 2009)

MOLDES

Hoje, Domingo, a partir das 17h, os membros do Conselho Paroquial de Pastoral vão reunir-se em sessão plenária, ou alargada.

Durante esta semana, por causa da celebração do Corpo de Deus, não há a habitual Eucaristia da semana. No dia de Corpo de Deus, a celebrar na próxima Quinta-feira, a missa na Igreja Paroquial é às 10h.

Os pais dos alunos da Escola de Música têm ensaio na próxima Sexta-feira, às 21h.

As crianças do 6º ano de catequese, que celebram a festa da fé no dia 21 de Junho, têm as suas confissões no próximo Sábado, dia 13 de Junho, às 10h.

A Câmara Municipal de Arouca, em parceria com a Junta de Freguesia de Moldes, vai promover no dia 3 de Julho, um passeio por terras de Arouca para arouquenses com mais de 65 anos. Inscrições na Câmara até dia 12. O passeio terá início junto à sede da Junta pelas 8.30h e terminará pelas 18h. Devem trazer farnel para almoço.

A festa a Santo António é no próximo Domingo, dia 14 de Junho: missa às 9.30h e procissão às 19h. Nesse fim-de-semana, calhava a celebração da Palavra em Ponte de Telhe; porém, impõe-se aqui a regra de que, quando há qualquer festa em qualquer centro de culto da paróquia, não há qualquer outra celebração. Dado que a festa do Senhor é logo no fim-de-semana a seguir, dia 21, voltará a haver missa em Ponte de Telhe no Sábado, dia 27 de Junho.


CANELAS

Eucaristia: Quinta-feira, dia do Corpo de Deus, às 13h.

A festa do Senhor é no próximo Domingo, dia 14 de Junho: missa às 11.15h, oração de vésperas às 17.30h e procissão às 18h. Nesse dia, celebram a festa da Fé as crianças do 6º ano de catequese; e terminam as actividades da catequese deste ano.

A Câmara Municipal de Arouca, em parceria com a Junta de Freguesia de Canelas, vai promover no dia 18 de Junho, um passeio por terras de Arouca para arouquenses com mais de 65 anos. Inscrições na Câmara até dia 12. O passeio terá início junto à sede da Junta pelas 8h e terminará pelas 18h. Devem trazer farnel para almoço.



ESPIUNCA

No dia da festa do Corpo de Deus, 11 de Junho, a missa na nossa paróquia de Espiunca será na Capela de Serabigões, às 11.15h

Nos dois fins-de-semana a seguir ao Corpo de Deus, a missa na nossa paróquia terá de ser ao Sábado, às 18h, por causa da realização de festas em outras paróquias.


JANARDE

No próximo Domingo, dia 14 de Junho, celebramos a festa a São Barnabé, padroeiro de Janarde: missa às 16h e procissão a seguir.


CABREIROS

Na próxima Quinta-feira, dia do Corpo de Deus, a Eucaristia é às 14.30h.

No próximo Sábado, dia 13 de Junho, celebramos a festa a Santo António: missa às 14h e procissão a seguir. No Domingo, dia 14, voltamos a celebrar às 14.30h.

A Câmara Municipal de Arouca, em parceria com a Junta de Freguesia de Cabreiros, vai promover no dia 16 de Junho, um passeio por terras de Arouca para arouquenses com mais de 65 anos. Inscrições na Câmara até dia 12. O passeio terá início junto à sede da Junta pelas 8.30h e terminará pelas 18h. Devem trazer farnel para almoço.


ALBERGARIA DA SERRA

Na próxima Quinta-feira, dia do Corpo de Deus, a Eucaristia é às 8.30h.

No próximo Domingo, dia 14 de Junho, a nossa paróquia de Albergaria está em festa com a celebração a Santo António na Capela de Castanheira: missa às 13h e procissão a seguir. Nesse dia, não há celebração na Igreja Paroquial.

No Domingo a seguir, dia 21 de Junho, a missa será às 11.15h, por causa da realização de festas em outras paróquias.

O encontro dos alunos de catequese será apenas no dia 20 de Junho.

A Câmara Municipal de Arouca, em parceria com a Junta de Freguesia de Albergaria da Serra, vai promover no dia 16 de Junho, um passeio por terras de Arouca para arouquenses com mais de 65 anos. Inscrições na Câmara até dia 12. O passeio terá início junto à sede da Junta pelas 8h e terminará pelas 18h. Devem trazer farnel para almoço.

segunda-feira, 1 de junho de 2009

Eleições 2009 - "Três actos eleitorais distintos"

Julgamos útil dizer uma palavra motivadora, sobre os actos eleitorais que se aproximam.

Eleições para o Parlamento Europeu. A entrada de Portugal na União Europeia foi uma opção compreensível e realista, em virtude da qual o país já muito beneficiou. Dissemos, por ocasião das eleições para o Parlamento Europeu em 1994, que esta instituição se podia classificar como “uma das mais importantes expressões da consciência da nova Europa comunitária”. Mas a Europa, que se quer unida e de todos, tem no seu seio focos de divisão, provocados por ideologias e interesses nacionalistas. Importa não deixar anular o contributo cultural e espiritual dos países que integram a União, o qual enriquecerá o conjunto europeu. O Parlamento Europeu é o espaço para a proclamação e defesa dos valores morais e éticos da Europa, que a defenderão na sua identidade histórica e cultural. Os candidatos propostos a deputados europeus devem possuir cultura e capacidade interventora para esta missão.

A Assembleia da República é o principal órgão legislativo do país. Sem objectivos claros, e sem leis adequadas e respeitadoras da realidade e do bem comum, o país não pode progredir. A Assembleia, constituída por deputados propostos pelos partidos políticos, é um lugar vocacionado para construir a unidade e o progresso da nação. Os seus membros devem empenhar se no maior bem da comunidade nacional, ocupando se com os problemas e situações mais graves que urge resolver. A diversidade dos deputados e dos partidos é enriquecedora. Não menospreza nem anula o contributo de todos. No acto de votar, há que estar atento para ver se os candidatos apresentados pelos partidos dão garantias de poderem realizar o que deles legitimamente se espera.

A eleição para as Autarquias Locais tem merecido o maior interesse das populações e, por isso mesmo, nela se tem verificado a menor abstenção. Os eleitores conhecem as necessidades concretas, as pessoas propostas com a sua competência e honestidade, os méritos e os desvios do trabalho até ali realizado. Tudo isto, para os eleitores, se torna determinante. O momento presente convida a uma maior atenção para que se possa denunciar quem não serve, nem dá garantias.

(ponto 3 da Nota Pastoral da Conferência Episcopal Portuguesa sobre as próximas eleições, publicada em 23 de Abril de 2009)

Eleições 2009 - "Critérios e valores a respeitar e promover"

Em todas as eleições, como na acção política normal, o critério fundamental deve ser A PESSOA HUMANA CONCRETA, SERVIDA E RESPEITADA NA SUA DIGNIDADE E DIREITOS. Assim poderá satisfazer também os seus deveres. É este respeito e cuidado que permite realizar a humanização da sociedade. Ninguém deve esperar que um programa político seja uma espécie de catecismo do seu credo, mas um modo de compromisso para a solução dos problemas do país. Neste sentido, enumeramos alguns critérios que consideramos importantes para escolher quem possa melhor contribuir para a dignificação da pessoa e a realização do bem comum:

– promoção dos Direitos Humanos;

defesa e protecção da instituição familiar, fundada na complementaridade homem mulher;

respeito incondicional pela vida humana em todas as suas etapas e a protecção dos mais débeis;

– procura de solução para as situações sociais mais graves: direito ao trabalho, protecção dos desempregados, futuro dos jovens, igualdade de direitos e melhor acesso aos mesmos por parte das zonas mais depauperadas do interior, segurança das pessoas e bens, situação dos imigrantes e das minorias;

combate à corrupção, ao inquinamento de pessoas e ambientes, por via de alguma comunicação social;

atenção às carências no campo da saúde e ao exercício da justiça;

respeito pelo princípio da subsidiariedade e apreço pela iniciativa pessoal e privada e pelo trabalho das instituições emanadas da sociedade civil, nomeadamente quando actuam no campo da educação e da solidariedade…

O eleitor cristão não pode trair a sua consciência no acto de votar. Os valores morais radicados na fé não podem separar se da vida familiar, social e política, mas devem encarnar se em todas as dimensões da vida humana. As opções políticas dos católicos devem ser tomadas de harmonia com os valores do Evangelho, sendo coerentes com a sua fé vivida na comunidade da Igreja, tanto quando elegem como quando são eleitos.

(ponto 4 da Nota Pastoral da Conferência Episcopal Portuguesa sobre as próximas eleições, publicada em 23 de Abril de 2009)

Eleições 2009 - "apelo aos candidatos e eleitores"

"Reconhecendo a acção política como uma “arte nobre”, não podemos deixar de apelar, aos políticos em acção e aos candidatos à eleição, que se empenhem, com o seu exemplo e testemunho, em dignificar a actividade política, na edificação de uma sociedade justa e fraterna, sempre possível e mais necessária numa sociedade plural e democrática. A Igreja não tem nem pretende ter nenhum partido político, mas não esquece o seu papel na defesa da democracia, reconhecido pelos políticos mais lúcidos e pelo povo, bem como o seu empenhamento nas causas sociais, onde o bem de todos e a solidariedade exigem a sua presença. Vemos, com esperança, as próximas eleições, dada a importância que têm neste momento europeu e nacional, e tudo faremos pelo seu êxito, estimulando os membros das comunidades que nos estão confiadas, para que exerçam o seu direito e dever de votar, em consciência e liberdade."

(ponto 5 da Nota Pastoral da Conferência Episcopal Portuguesa sobre as próximas eleições, publicada em 23 de Abril de 2009)