sexta-feira, 17 de setembro de 2010

Notícias do Brasil...


No passado dia 15 de Setembro, recebemos um mail dum padre brasileiro, o Sr. Padre Marcos Berejano, da diocese de Duque de Caxias, no Rio de Janeiro. Ele é Pároco da Paróquia Imaculada Conceição, que conta com 100.000 habitantes. Pedimos-lhe, pessoalmente, para nos permitir a publicação do seu mail, que prontamente nos autorizou. Esta partilha é, sem dúvida, mais uma oportunidade que Deus nos oferece para (re)pensarmos o nosso ser de cristãos na Igreja presente em Portugal.

Olá! Sou padre Marcos Morais Bejarano, da diocese de Duque de Caxias, no Rio de Janeiro, Brasil.

"Navegando" na internet encontrei o blog das paróquias que você assiste em Portugal. Gostei muito, trabalho muito bem feito.

Percebi que uma das angústias da Igreja portuguesa é a redução do número de padres, o que têm obrigado vocês a realizarem celebrações da Palavra na ausência do presbítero.

Essa é uma realidade muito comum no Brasil, pois a falta de padres aqui é histórica. A questão é que por causa disso, as nossas estruturas eclesias já são organizadas pensando nessa realidade.

Eu, por exemplo, sou pároco de uma paróquia urbana, de 100 mil habitantes, no território da qual existem 15 igrejas. Garantimos eucaristia dominical na matriz (que vocês chamam de igreja paroquial) e nas demais capelas missas a cada quinze dias. Somos em dois padres. Mas é muito comum em regiões do Brasil haver missas a cada mês ou mesmo de três em três meses.

Que o Deus da vida o fortaleça na missão. Caso deseje, deixo o site da minha paróquia para sua visita:
www.paroquiaimaculadaconceicao.org.br.

Abraços. Paz!


Após a recepção deste mail, respondemos ao Sr. Padre Marcos e obtivemos a seguinte resposta:

Prezado Padre Paulo, a paz de Cristo!

Fiquei feliz com sua pronta resposta. Como é bom pertencermos à Igreja Católica, não é mesmo? Espalhados pelo mundo inteiro, vivemos a mesma missão de anunciar o evangelho de nosso Senhor Jesus Cristo!

Aqui em nossa paróquia temos uma importante colônia de portugueses que chegaram ao Brasil por volta da década de 1950 ou 60. Destes há muitos idosos e os seus filhos e netos participam de nossa vida paroquial.

Quanto à publicação do meu email no blog de vocês, pode publicar sim, fique bem à vontade.

Receba o meu abraço com votos de sucesso na missão!

Padre Marcos.

1 comentário:

Mariita disse...

Muito bonita esta partilha, que em Cristo se unifica, não conhecendo distância. Obrigada por nos fazerem participar nela!