sábado, 11 de julho de 2009

«Ordenou-lhes que nada levassem para o caminho.»

Muita tralha, só atrapalha! É mesmo «radical» este Jesus. Ao enviar os Apóstolos para o trabalho, parece querer-lhes aliviar a carga, como quem os manda para alguns dias de férias.

Antes do que vão dizer, antes mesmo ainda do que vão fazer, Jesus quer que os apóstolos se definam pelo seu modo de ser e de viver. Ele quer que se apresentem diante do mundo, como homens livres, despidos de poder, desprovidos de meios ou de influência, sem nada que os estorve, ou que lhes pese, no anúncio do evangelho. A pobreza com que se apresentam há-de ser a sua força. A força da sua liberdade, para dizer o que é preciso dizer, para fazer o que se impõe, sem dever nada a ninguém. (In AG03)

Sem comentários: