quinta-feira, 6 de maio de 2010

A lei do silêncio...

O Evangelho deste Domingo (6º da Páscoa - ano C) reclama, indirectamente, esta Lei do silêncio.
...
Num Discurso de Despedida, denso de silêncio, não cabem palavras vãs. E Jesus, na intimidade da Última Ceia, dita o seu Testamento, falando do fundo da sua alma, para as profundidades do nosso coração.
...
Jesus apela para o essencial e dita-nos esta Lei da escuta: «Quem me ama, guardará a Minha Palavra».
...
«Guardar» é «ser todo-ouvidos» à Palavra, ser como uma espécie de esponja que absorve, de imediato e por inteiro, a pinga de água que lhe cai e escorre por dentro.
...
O silêncio interior daquele que sabe escutar é o seio onde germina e donde brota a Palavra, se esta não se quer vazia ou levada pelo vento.

Sem comentários: