quinta-feira, 10 de novembro de 2011

FIDELIDADE: a Deus, a nós e aos outros!

Diz um texto muito antigo, da sabedoria de Israel: “Qual é o caminho mau, de que o Homem se deve afastar? Pedir emprestado e não restituir”. Logo depois acrescenta: “E é a mesma coisa receber emprestado de um homem ou de Deus”!

A parábola dos talentos, que hoje nos é dado ouvir (domingo 33º comum - 13 novembro 2011), coloca-nos nesta perspectiva: somos chamados a prestar contas do bem recebido! A fidelidade à vida, com todos os seus dons, e à vocação, como graça recebida de Deus, implicam compromisso e responsabilidade, fidelidade e generosidade. É na certeza de que o Senhor nos chama a fazer render, o que nos confiou, como empréstimo, que voltamos sempre a Ele, para que realize o milagre das nossas mãos vazias. Confiemo-nos à abundância da sua misericórdia!

Senhor, pela nossa falta de diligência no anúncio do evangelho…
Cristo, pela nossa falta de generosidade no serviço aos outros…
Senhor, pela nossa falsa paz e tranquilidade, diante das urgências deste mundo…

DIA DOS SEMINÁRIOS
(13 novembro 2011)

O ofertório das Missas deste Domingo destina-se aos Seminários, que acolhem e preparam os padres, que estarão um dia ao serviço da nossa Diocese do Porto. Inspirados pelo lema desta semana, gostaríamos de renovar o apelo que dá o mote a esta causa: "FORMAR PASTORES CONSAGRADOS TOTALMENTE A DEUS E AO SEU POVO".

Que Igreja temos sido?

Para esperarmos de alguns que sejam padres, temos de crescer como Igreja. Temos de arriscar tudo. Apenas assim, poderemos "FORMAR PASTORES CONSAGRADOS TOTALMENTE A DEUS E AO SEU POVO".

Sem comentários: