sexta-feira, 17 de abril de 2009

Sarar as feridas abertas...

«Põe aqui o teu dedo e vê as minhas mãos; aproxima a tua mão e mete-a no meu lado; e não sejas incrédulo, mas crente.»

Sem comentários: