terça-feira, 30 de dezembro de 2008

Quem são os pobres?

Em visita a um País rico da Europa, Madre Teresa de Calcutá dizia: “...a vossa sociedade é uma sociedade do bem-estar, mas eu andei à tarde, pelas vossas ruas, e entrei nas vossas casas e encontrei moribundos, privados de todo o amor. Há aqui, entre vós, uma outra espécie de pobreza – uma pobreza de alma, pobreza de solidão e de inutilidade. É a pior doença do mundo de hoje, pior que a tuberculose ou a lepra. (...) A meu ver, a doença muito maior é não ser querido, é não ser amado. A dor que estas pessoas sofrem é muito difícil de compreender, de penetrar. Parece-me que é por essa dor, que a nossa gente está a passar em todo o mundo, em todas as famílias, em todas as casas. (...) Creio que é cada vez mais necessário que as pessoas saibam quem são os pobres. As pessoas deviam dar o seu coração, ao amor dos pobres, e as suas mãos ao serviço deles. Não o poderão fazer por que não os conhecem; o conhecimento levá-los-ia ao amor, e o amor ao serviço.”

1 comentário:

M.M. disse...

Que o novo ano nos venha despertar para esta realidade e nos faça trilhar um caminho de amor tão nobre, como o desta mulher.
Tenhamos força e coragem!

BOM ANO DE 2009.